Mudança

Como vencer a Procrastinação

como-vencer-a-procrastinacao
Tempo de leitura: 5 minutos

Tens dificuldade em concretizar os teus projetos e estás sempre a adiar as tarefas que precisas de fazer?

Isso é: procrastinação.

A procrastinação é o ato de adiar ou deixar para depois.

Porque é que procrastinamos?

  • Porque queremos fazer tudo perfeito e, enquanto não sentimos saber tudo, não arriscamos a expor o nosso trabalho;
  • Temos medo de falhar e ouvir críticas que nos deixam vulneráveis;
  • Não sabemos fazer uma boa gestão de tempo e de prioridades, adiando tudo para mais tarde.

Hoje vou falar-te um pouco sobre estes 3 obstáculos que nos impedem de avançar e dar-te ferramentas para ultrapassar a resistência à ação.

Como vencer a procrastinação: combater a exigência de perfeição

Querer fazer tudo bem feito e agradar a todos é uma tarefa inglória.

A melhor forma de fazermos as coisas bem feitas é dar o melhor de nós em cada ação que realizamos.

Desta forma, conseguimos alcançar a excelência no nosso trabalho, através da dedicação, da autenticidade e do foco.

Nunca vamos saber tudo sobre determinado assunto. Sobretudo hoje em dia, em que a informação circula a uma velocidade incrível e existem cada vez mais pessoas dedicadas a partilhar conhecimento, temos de aceitar que sabemos o suficiente para mostrar autoridade e credibilidade sobre os temas com que trabalhamos.

Mas se ficamos à espera de saber tudo, consumindo conteúdo cada vez mais e mais, nunca vamos passar da aprendizagem para a prática.

E para praticar é preciso fazer, não basta saber. É no terreno que surgem as dificuldades e os desafios que nos levam a aplicar aquilo que aprendemos e testar se de facto estamos à altura daquilo a que nos propomos.

A exigência da perfeição também se traduz no Síndrome do Impostor.

Este síndrome caracteriza-se pelo sentimento de que não somos suficientemente bons para alcançar resultados positivos através das nossas capacidades.

Não importa o nível de sucesso alcançado, a pessoa que sofre deste fenómeno irá sempre achar que está a enganar os outros e que não merece os elogios pelo trabalho realizado, vivendo um medo constante de ser desmascarada e apontada como uma fraude.

Então, como podes combater a exigência da perfeição?

1. Dá o teu melhor em tudo o que fazes;

2. Pára de consumir conteúdo e começa a fazer aquilo que precisa de ser feito;

3. Confia em ti e nas tuas capacidades;

4. Aceita os elogios e as recompensas, tu mereces isso e muito mais!

Como vencer a procrastinação: o poder de seguires o teu medo

O medo pode paralisar-nos e ser um enorme bloqueador à ação.

O medo da exposição e o receio de falhar colocam à prova a nossa vulnerabilidade e a capacidade que temos para aceitar quando somos confrontados com os nossos erros e falhas.

A autora Brené Brown tem uma Ted Talk famosa sobre “O poder da vulnerabilidade” e alguns livros sobre a imperfeição. São excelentes para trabalhares este tema e venceres o medo das críticas e da exposição.

Acolher as críticas, olhar para elas com curiosidade e tentar perceber se existe razão naquilo que é dito e como podemos melhorar, também faz parte do nosso processo de crescimento.

Então como combater o medo e evitar a procrastinação?

Encara o poder de seguires o teu medo.

Bem direcionado, o medo consegue apontar-te o caminho certo como uma bússola, apenas tens de confiar na tua intuição.

Se tens uma ideia que te deixa tão entusiasmado que nem consegues dormir, se descobriste aquilo que sempre quiseste fazer e, mesmo sendo arriscado, diferente e ousado, estás cheio de vontade de arriscar e passar à ação, confia no teu instinto.

Como diz Steven Pressfield, no livro “A Guerra da Arte”:

Quanto mais medo tivermos de um trabalho ou missão, mais certeza podemos ter de que devemos fazê-lo.

Steven Pressfield

Como vencer a procrastinação: saber gerir o tempo

Sem dúvida que saber gerir bem o nosso tempo é fundamental para manter as bolas todas no ar.

Planear, definir prazos e identificar as prioridades, são alguns dos passos essenciais para evitar a procrastinação.

Deixo-te 3 sugestões que te podem ajudar a concentrar e a gerir melhor o teu tempo.

Ideias Terroristas

Sabes quando começas uma tarefa e começas a lembrar-te que tens de ir às compras, precisas de fazer a lista das refeições, esqueceste-te de responder a um e-mail, etc., etc.?

Para evitar que o teu cérebro fique ocupado a pensar em tudo aquilo que tem de fazer, experimenta esta técnica.

Antes de começar uma tarefa que necessita da tua atenção, coloca um caderno ou bloco de notas ao teu lado.

Sempre que surgir uma dessas ideias terroristas, anota-a no teu bloco e dessa forma poderás dar-lhe atenção mais tarde, sem ficar a assaltar a tua atenção no momento.

Muito prático, não é? 🙂

Técnica Pomodoro

A Técnica Pomodoro consiste em trabalhares em blocos de 25 minutos, sem interrupções, e depois fazer uma pausa de 5 minutos.

Desta forma estás a definir um bloco de tempo, relativamente pequeno, para uma tarefa em que estarás completamente focada na sua realização, sem distrações.

A Maria José Pita, coach e formadora, sugere um passo a passo muito simples:

1. Faz uma lista das tarefas que queres concretizar hoje;
2. Estima quanto tempo demorarás com cada uma delas;
3. Divide-as em blocos de 25 minutos;
4. Ativa um temporizador e prepara-o para te avisar após 25 minutos;
5. Ao fim de cada 25 minutos, faz uma pausa 5 minutos e relaxa;
6. Depois de quatro pomodoros (blocos de 25 minutos) faz uma pausa de 15/20 minutos.

Em alternativa, podes também utilizar uma versão digital gratuita deste método, através da app Pomofocus.

Matriz do Tempo

O que é importante raramente é urgente, e o que é urgente raramente é importante.

Dwight Eisenhower

Dwight Eisenhower, antigo presidente dos Estados Unidos da América, criou uma ferramenta para o ajudar a categorizar as tarefas pendentes e atribuir uma prioridade a cada uma delas, realçando a diferença entre aquilo que é importante e aquilo que é urgente.

A Matriz de Eisenhower, foi mais tarde aplicada à gestão de tempo por Stephen Covey, no seu livro “Os 7 hábitos das Pessoas Altamente Eficazes”.

A Matriz caracteriza-se por ter quatro quadrantes, permitindo planear o tempo de acordo com aquilo que é mais importante.

Começa por identificar todas as tarefas que tens para fazer.

Atribui, para cada uma delas, uma prioridade de acordo com os quatro quadrantes da Matriz.

Marta López, Assistente Virtual, sugere ainda, no seu artigo “Ganhar tempo… com a Matriz de Eisenhower“, que deves colocar 3 perguntas para cada tarefa, de forma a garantir que estás a fazer a melhor separação:

  1. Isto tem realmente que ser feito?
  2. Haverá um método ou tempo melhor para fazer isto?
  3. Posso delegar mais alguma coisa?

Ao responderes a estas questões é possível que movas alguma tarefa entre quadrantes.

Desta forma, terás otimizado o teu tempo e consegues ter uma visão geral de tudo aquilo que tens para fazer, por prioridade.

Agora que estás consciente destes 3 elementos bloqueadores da ação, podes evitar a autosabotagem e colocar mãos à obra para avançar com os teus projetos.

Seguimos juntos!

Créditos da imagem: Jan Vašek por Pixabay

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *