Carreira

Empreendedorismo: origem, definição e tipologias

o-que-e-o-empreendedorismo
Tempo de leitura: 4 minutos

Empreendedorismo: origem, definição e tipologias

Sabias que o empreendedorismo existe há séculos?

Apesar de ter ganho relevância nos últimos anos, e estar novamente a passar por um boom mediático (sobretudo o empreendedorismo digital), o conceito existe, na realidade, desde a Revolução Francesa.

Além disso, empreender não é apenas criar negócios, muito pelo contrário!

Neste artigo, conto-te um pouco sobre a história do empreendedorismo e as várias tipologias que existem.

Origem do Empreendedorismo

O conceito de empreendedorismo, apesar de parecer uma descoberta recente, é na realidade um termo que existe há bastante tempo.

A palavra deriva do francês entre e prendre, que significa algo como “estar no mercado entre o fornecedor e o consumidor”.*

O economista francês do século dezoito, Richard Cantillon, terá sido o primeiro responsável pelo aparecimento desta noção, dando ao empreendedorismo uma conotação próxima da que tem hoje.

in Empreendedorismo e inovação, soumodip sarkar

Contudo, foi no séc. XX que o conceito empreendedorismo se tornou popular pelo economista Joseph Schumpeter, com base no livro “Teoria do Desenvolvimento Económico”, onde fala sobre o processo de Destruição Criativa (ou Destruição Criadora, como também surge em alguns artigos).

Esta teoria foi desenvolvida para explicar as transformações que ocorrem no Capitalismo, sempre que são criados novos produtos ou novas formas de produzir, causando mudanças na economia. Para que o “novo” seja incorporado no mundo empresarial ou na sociedade, algo tem que deixar de existir.

O agente principal por esta mudança é o empresário inovador, o empreendedor, figura responsável pela inovação e pela destruição criativa, imbuída de um “espírito selvagem”.

Empreendedorismo e empreendedores, não são, assim, conceitos tão recentes como se poderia pensar.

Em Portugal, o termo empreendedorismo ganhou relevância há cerca de 10 anos atrás.

A crise económica e a crescente taxa de desemprego levaram a que muitos procurassem novas formas de pensar o trabalho.

Os meios de comunicação começaram a divulgar os negócios de sucesso que nasciam com empreendedores que não tinham medo de arriscar.

Mais do que um novo movimento de mercado, as pessoas precisaram de se reinventar e descobrir novas formas de, em muitos casos, sobreviver.

Criar, inovar, transformar, reinventar, tornaram-se palavras de ordem.

O acto de empreender é, por isso, muito mais do que a simples criação de novos negócios.

Empreender é uma atitude.

Definição de Empreendedorismo

em·pre·en·de·do·ris·mo | n.m.

  1. Qualidade ou carácter do que é empreendedor.
  2. Atitude de quem, por iniciativa própria, realiza acções ou idealiza novos métodos com o objectivo de desenvolver e dinamizar serviços, produtos ou quaisquer actividades de organização e administração.

in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha]

O conceito de empreendedorismo tem tido muitas definições nos últimos anos, as quais, por vezes, são inclusive incoerentes, devido à confusão de significados que tem sido utilizada ao longo dos séculos.

Gosto particularmente da definição formulada pelo Entrepreneurship Center, da Universidade de Miami:

Empreendedorismo é o processo de identificação, desenvolvimento e captação de uma ideia para a vida.
A visão pode ser uma ideia inovadora, uma oportunidade ou simplesmente uma forma melhor de fazer algo.
O resultado final deste processo é a criação de uma nova empresa, formada em condições de risco e de uma incerteza considerável.

Segundo esta definição, tal como anotado pelo autor Soumodip Sarkar, “empreendedorismo vai muito além da criação de negócios, reflete uma forma de ver e fazer as coisas onde a criatividade tem um papel fundamental”*.

Empreender pode então resultar de:
a. uma ideia inovadora que se vai concretizar num negócio a longo prazo;
b. a combinação entre algo existente com algo diferente, acrescentando valor ao que já existe.

A capacidade para identificar ideias de negócio e a capacidade para explorar essas oportunidades, são duas vertentes essenciais.

Tipos de Empreendedorismo

Ao longo dos anos têm surgido várias formas de empreendedorismo.

Algumas relacionadas com a criação de negócios, outras sem quaisquer fins lucrativos.

Após ler alguns artigos e projetos académicos, consegui identificar 14 tipos de empreendedorismo diferentes:

  1. Empreendedorismo por necessidade;
  2. Empreendedorismo ético;
  3. Empreendedorismo de capital;
  4. Empreendedorismo digital;
  5. Empreendedorismo familiar;
  6. Empreendedorismo comunitário;
  7. Empreendedorismo municipal;
  8. Empreendedorismo estatal;
  9. Empreendedorismo local;
  10. Empreendedorismo na terceira idade;
  11. Empreendedorismo em jovens;
  12. Empreendedorismo startup;
  13. Empreendedorismo social;
  14. Intra-empreendedorismo.

Pelas características diferentes que apresentam, destaco os seguintes tipos:

Empreendedorismo por necessidade: certas circunstâncias da vida, como, por exemplo, o desemprego, podem levar uma pessoa a procurar um novo rumo pessoal ou profissional. Esta forma de empreendedorismo destaca-se por não ser planeada, antes assumindo uma forma de urgência;

Empreendedorismo social: uma das formas não lucrativas de empreender, visa proporcionar soluções inovadoras para problemas de ordem social. Os empreendedores sociais são aqueles que têm a capacidade de ver o mundo de uma forma diferente, e são capazes de observar oportunidades onde outros vêem desafios, em problemas de ordem social;

Intra-empreendedorismo: outra forma de empreender, esta sem ser através da criação de negócios. Intra-empreendedorismo é o processo através do qual o colaborador de uma organização realiza um determinado projeto para usufruto dessa mesma organização. O intra-empreendedor não se contenta simplesmente com as tarefas que lhe são atribuídas, está constante em alerta sobre novas oportunidades que possam surgir, capazes de proporcionar melhorias na qualidade e produtividade da empresa em que se insere.

Empreendedorismo Startup: esta tipologia caracteriza-se pela criação e desenvolvimento de novas empresas, com o objetivo de implementar e desenvolver produtos e serviços inovadores. O empreendedor startup é aquele que tem uma ideia inovadora para o negócio.

Em qualquer um dos casos, o empreendedor deve dominar certas competências comportamentais e técnicas para ser bem sucedido.

Mas isto é tema para um próximo artigo 😉

Espero que tenhas ficado com uma ideia mais clara do que é o empreendedorismo e dos vários formatos que pode assumir.

Seguimos juntos!

*In “Empreendedorismo e Inovação”, de Soumodip Darkar.

Crédito da imagem: Photo by Javier Allegue Barros on Unsplash

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *