fbpx

Dás por ti a precisar de orientação para encontrar um novo rumo profissional, mas não sabes quem te pode ajudar?

Hoje em dia existem vários tipos de acompanhamento, quer ao nível profissional como pessoal, por isso, é muito importante conheceres as características de cada um desses processos para poderes escolher aquele que melhor serve o teu objetivo, na fase em que estás.

Conhece a seguir algumas das características de cada um dos processos que podem ajudar-te a dar um novo significado à tua relação com o trabalho.

Mentoria

A mentoria é uma metodologia de desenvolvimento de talento e aprendizagem, quer seja ao nível pessoal ou profissional.

Consiste numa relação de parceria e confiança entre mentor e mentorado, onde existe diálogo, partilha e respeito.

O mentor partilha o seu conhecimento e experiência com o mentorado, orientando-o através de sugestões e recomendações, e incentivando à tomada de consciência e autodescoberta.

Eu utilizo sobretudo a mentoria para conduzir os meus processos de suporte individual. Consigo construir uma relação de proximidade com a pessoa que me procura e realmente ajudá-la através da minha experiência, conhecimentos e aprendizagens na busca da satisfação profissional.

Coaching

O coaching é um processo estruturado em que o coach apoia e facilita a mudança do coachee a ir do estado atual para um estado desejado.

O processo recorre a perguntas para ajudar o coachee a encontrar as suas próprias respostas, os seus recursos e o caminho que lhe faz sentido, para poder desenvolver-se enquanto pessoa, bem como o seu potencial.

Neste processo, o coach não dá sugestões nem conselhos. É um processo de total autodescoberta.

Mentoria e Coaching podem complementar-se!

Cada processo de acompanhamento tem as suas particularidades e as suas vantagens, e apesar das diferenças existentes a verdade é que os processos podem complementar-se. Por exemplo, em alguns processos de mentoria, recorro ao coaching informal quando vejo que pode ser mais benéfico para a pessoa.

? O que é que isto significa na prática?

Que podem existir momentos em que recorro apenas a perguntas para incentivar a pessoa à tomada de consciência. Não dou sugestões nem conselhos, pois é importante, para o desenvolvimento da pessoa, que ela chegue à sua própria descoberta.

✦ ✦ ✦

Quando procuras orientação de alguém, é muito importante saberes que existem diferenças entre os processos, para poderes escolher aquele que servirá melhor o teu propósito. Ainda assim, cabe sempre ao facilitador do processo orientar-te para outro profissional se vir que o seu acompanhamento não é o mais indicado, nomeadamente quando estão em causa questões do foro emocional.

Eu, enquanto profissional, faço sempre questão de ser honesta na sessão de diagnóstico e dizer às pessoas que me procuram quando me parece que eu não sou o melhor match para as acompanhar. E mesmo durante os processos, fico atenta àquilo que se vai manifestando na pessoa.

? Porque é que isto é importante?

Os processos de mentoria e de coaching são voltados para a ação, para levar a pessoa a fazer uma mudança, partindo do princípio que ela está totalmente funcional em termos emocionais e psicológicos. Se a pessoa não estiver bem, como vai conseguir tomar as decisões certas? Como garantir que tem a clareza necessária para ver os impactos da mudança a que se propõe?

Nestas situações pode ser necessário direcionar a pessoa para um processo terapêutico, tão ou mais importante que os outros, mas que tem de ser assegurado pelo profissional certo. É preciso ajudar a pessoa a perceber se precisa de reflexão sobre o passado para incorporar no presente, ou se precisa de ação no presente orientada para o futuro.

O que é a Terapia?

Terapia é um termo clínico e refere-se a tudo aquilo que trata alguma coisa.

No campo da psicoterapia há uma série de atividades relacionadas com a mente: psicoterapia, psicologia, psiquiatria, hipnose, regressão, biossíntese, terapia de casal, psicanálise…

Algumas destas atividades são exclusivo dos psiquiatras, outras dos psicólogos, outras de psicoterapeutas.

A psicoterapia, por exemplo, é um método utilizado para tratamento de problemas psicológicos e emocionais.

Já a psicologia estuda os processos mentais (sentimentos, pensamentos, razão) e o comportamento humano.

Além de tratar a mente, a terapia também é uma poderosa ferramenta de autoconhecimento!

Sugestão: Escuta o episódio 008 do Podcast:
“Como a terapia nos ajuda
(e porque não devemos fazer dela um tema tabu)”

Se ainda ficaste com alguma dúvida sobre estes processos, envia-me uma mensagem e terei todo o gosto em ajudar-te a identificar o que pode ser mais indicado para ti, e até a percebermos se posso ajudar-te através dos meus processos de mentoria.

Seguimos juntos!

Créditos da imagem: Tara Winstead

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *